Perguntas e Respostas

O que é dureza Shore dos rolos emborrachados Böttcher e qual a medição mais precisa?

De acordo com a DIN 7868, a medição de dureza na escala Shore é determinada por um durômetro fabricado nos padrões DIN 53305. Essa medida representa a resistência à penetração de uma agulha em formato cônico seccionado (escala Shore A) ou de formato pontiagudo (escala Shore D), que é pressionada, com uma determinada força, sobre uma superfície emborrachada. Rolos macios são medidos em Shore A, rolos mais duros em Shore D, na indústria de papel em Pulsey e Jones (de acordo com a norma ASTM 531-78). A força definida para uma medição convencional de rolos de impressão é de 1kg, e a leitura do valor deve ser feita após 3 segundos. A medição mais precisa, de acordo com os padrões DIN, é possível apenas em superfícies emborrachadas macias planas, com espessura mínima de 6 mm. Se a medição é feita manualmente em um rolo com superfície curva não é muito precisa ou não se repete quando outras pessoas fazem a mesma medição. A indústria estipulou, para fabricação, uma tolerância de +/- 5 Shore A. 


Qual é a diferença entre os rolos emborrachados de tinta e os rolos de água Böttcher?

Falando de forma simplificada, a diferença entre os rolos de tinta e os de água está relacionada aos princípios básicos do processo de impressão offset.  Os rolos de tinta transferem a própria tinta, cuja composição geralmente é a base de óleo. Os rolos precisam, portanto, ser compatíveis com essa tinta ou óleo. Nós chamamos isso de Lipofilia (afinidade a gordura). Já os rolos de umectação são Lipofóbicos ou repelentes ao óleo. Rolos de umectação transportam fluidos umectantes, por exemplo: água. Dessa forma, os rolos devem ser compatíveis à água e nós chamamos isso de hidrofilia. Os rolos de tinta, no entanto, são hidrofóbicos ou repelentes à água. A Böttcher configura essas propriedades da borracha variando os aditivos químicos na mistura da massa. Isso é o know-how da Böttcher. 


Quais são as funções mais importantes do rolo emborrachado Böttcher no processo de impressão?

O rolo emborrachado Böttcher é fundamental no processo de impressão e é responsável por diversas funções. Nós as distinguimos da seguinte forma:

  • Parâmetros funcionais: compensação das variações geométricas e vibrações da máquina, controle da temperatura, condutividade térmica, homogeneização da distribuição da tinta e transferência uniforme e funcionar como um reservatório de tinta;

  • Parâmetros químicos: compatibilidade química com os químicos tinta, solução de fonte e produtos químicos de limpeza, resistência ao ataque do ozônio e ao envelhecimento (estabilização da dureza durante seu período de estocagem);

  • Parâmetros físicos: boa elasticidade (baixa histerese), resistência à abrasão e aos desgastes, ótima terminação superficial (rugosidade) e ótima estrutura superficial.


Como se pode distinguir um rolo original Böttcher de um rolo paralelo?

Nossos clientes falam que a embalagem azul protetora do rolo, nas quais os rolos Böttcher são entregues e estocados, são rolos inconfundíveis. A embalagem completa padronizada (com a caixa de papelão) também é única. Os impressores podem ver, eles mesmos, a olho nu, as estrutura superficial dos rolos Böttcher, que são produzidas sem nenhum polimento. O resultado é uma superfície muito mais aveludada, com as melhores condições requeridas para uma transferência perfeita do filme de tinta e água. Entretanto para tudo isso é fundamental um olho treinado, pois não é tão simples assim. Portanto, não se arrisque com origens duvidosas.


Posso imprimir tintas UV na minha máquina usando rolos convencionais?

Falando de uma forma genérica, não se pode fazer esse tipo de adaptação e obter sucesso na operação, haja visto que os químicos UV são diferentes que os convencionais. No caso de se iniciar um processo no qual somente tintas UV serão usadas, se faz necessário a troca dos rolos para um conjunto especial. A Böttcher fornece uma linha de recobrimento emborrachado que são compatíveis com as mais comuns tintas UV. Se a opção for por imprimir alternadamente, fazendo uso de tintas UV e convencionais, a Böttcher tem algumas soluções em emborrachamento Dual/Híbrido. Consulte um consultor da Böttcher para fazer a opção mais apropriada para o seu processo. 


Preciso trocar os rolos emborrachados convencionais Böttcher se eu não estiver usando exclusivamente UV na máquina?

Isso vai depender do que você entende sobre “algumas vezes”. Se não imprime mais do que 20% dos seus trabalhos com tintas UV, então não há problemas em se usar os rolos convencionais para esse tipo de serviço. No entanto, nunca se deve imprimir diretamente com tintas UV rolos que são novos e que estão preparados para trabalhar com tintas convencionais. Os rolos devem trabalhar inicialmente com a tinta na qual eles foram projetados. No mínimo, devem fazer uns três trabalhos longos com tinta convencional. Além do mais, é praticamente impossível garantir que os rolos não sofrerão ataques com tintas UV ou com agentes de lavagem para UV, porque sempre existirá um ataque dos compostos UV na rolaria convencional, até mesmo para o composto convencional da Böttcher, que apresenta uma certa resistência ao ataque de tintas UV.  O melhor a se fazer é testar previamente a tinta UV antes de colocá-la em máquina. Para tanto, consulte um dos consultores da Böttcher primeiro e receba as orientações devidas para isso.

Os rolos originais Böttcher podem ajudar a imprimir com menos álcool isopropílico ou mesmo sem álcool?

Sim, definitivamente eles podem, mas os aditivos de molha e todo o restante deve estar corretamente configurado para a redução do álcool isopropílico ou extinção do mesmo no processo. A Böttcher fornece rolos especiais para o sistema de umectação, com uma borracha especial hidrofílica para tal aplicação (exemplo: borrachas water-friendly). A água transferida do rolo imersor para os outros rolos do sistema de umectação fica mais plana e melhor distribuída, promovendo um filme de água melhor e mais controlável com boa secagem na chapa.


Qual a explicação para alguns rolos emborrachados de umectação serem parabólicos e quais são as vantagens?

Nós podemos compensar a deflexão natural dos eixos e sabugos metálicos com uma retificação parabólica ou bi-cônica nos rolos de borracha. Nesses casos, os rolos emborrachados Böttcher ficam com um diâmetro maior no meio do seu comprimento. Nós chamamos esse procedimento de “bombé”. Para algumas posições, de rolos um sabugo mais leve é desenvolvido para diminuir o peso e as forças geradas nos mecanismos de suporte e apoio. Onde se tem pequenos diâmetros de rolos com parede de sabugo fina, pode ocorrer deflexão quando o rolo estiver em pressão. Isso resultará em mais passagem de água no centro da chapa e pouca passagem onde a pressão de contato dos rolos está maior. Devido ao “bombé”, a faixa de contato e, consequentemente, a pressão no contato, se manterão uniforme ao longo de todo o comprimento do rolos, quando este estiver em deflexão devido às pressões do sistema.


Qual a importância da dureza do rolo Böttcher no resultado de impressão e quais as tolerâncias de dureza admissíveis? 

O padrão de tolerância de dureza mais usado na indústria (de acordo com  normas e padrões DIN/EM) é de +/- 5° Shore A. No entanto, outra tolerância pode ser usada desde que esteja de acordo com o cliente. Deve-se levar em conta o endurecimento da cobertura de borracha em 3° Shore A nos três primeiros meses após sua produção. Isso significa, na prática, que um rolo novo, com dureza nominal de 25° Shore A, no momento da entrega, pode ser instalado em uma máquina de impressão com valores de dureza variando entre 20 a 33 ° Shore A. O uso e a manutenção correta do rolo emborrachado Böttcher vão garantir uma qualidade de impressão satisfatória nos valores mais altos de dureza da borracha. O endurecimento (ou amolecimento) de um rolo é certamente um importante parâmetro físico, mas não pode trabalhar fora da tolerância indicada.

Qual a melhor faixa de ajuste para um rolo Böttcher e a tolerância admissível?

Antigamente existia uma regra para se achar a melhor faixa para ajuste de rolos em máquina, como se segue:

  • Para rolos de chapa: faixa máxima é de 4 mm + 4% do valor do diâmetro do rolo (por exemplo: rolo com diâmetro de 80 mm poderia ter faixa de 4 mm + 3,2 mm = 7,2 mm).

  • Para rolos distribuidores: faixa máxima é de 3 mm + 3% do diâmetro do rolo (por exemplo: rolo com diâmetro de 80 mm poderia ter faixa de 3 mm + 2,4 mm = 5,4 mm).

Mas, esses valores são apenas aproximações padronizadas. Por via de regra, esses valores poderiam ser válidos. No entanto, se a faixa do rolo é desconhecida, ajuste os rolos Böttcher o mais leve possível para alcançar qualidade de impressão. Isso cuidará dos rolos, exigirá menos esforços e estenderá sua vida útil. O correto é seguir rigorosamente as informações contidas em manual de máquina. Por via de regra, os valores indicados no manual de máquina de impressão estão de acordo com as recomendações da Böttcher.


Quais são as vantagens da impressão com álcool reduzido ou livre de álcool para o impressor?

Existem inúmeras vantagens da impressão com álcool reduzido ou livre de álcool para o impressor, que manuseia a máquina durante o processo. As principais delas são:

  • Respeito às leis e regulamentações industriais no tocante à segurança, por exemplo: redução de risco de incêndio na gráfica, menor insalubridade;

  • Redução aos danos ambientais, pois o IPA ataca a camada de ozônio;

  • Melhora na qualidade do material impresso, por exemplo: melhor resistência a abrasão, mais brilho na impressão, redução do consumo de tinta e melhor cobertura das cores;

  • Redução de álcool isopropanol na atmosfera, evitando risco de saúde para o impressor, tais como: distúrbios no sistema nervoso central, dores de cabeça, problemas renais, doenças hepáticas, entre outros;

  • Reduções de custos no processo.


Para quais aplicações a borracha nitrílica ou NBR, usada nos rolos Böttcher, é apropriada?

Borracha nitrílica, também chamada de NBR ou Perbunan, foi desenvolvida em 1936 com o nome comercial de “Buna” pela empresa Bayer. Essa borracha sintética, usada nos rolos emborrachados Böttcher, resistente a óleo, trouxe mudanças importantes no setor de rolos de impressão, no que diz respeito à composição dos rolos (feitos de gelatina) usados naquele tempo. NBR é indicado para todas as aplicações onde a resistência a óleo é necessária, desde o processo de impressão offset com tintas convencionais até a indústria de metal, onde as bobinas embebidas com óleo protetivo são decoradas e transportadas. Com os aditivos apropriados na mistura do emborrachamento, as borrachas NBR podem  ter a resistência a ácidos necessária para o processo de gravação por água em alta pressão em bobinas metálicas. A NBR tem uma boa resistência a temperaturas e também pode ser visto como um composto condutivo.


Para que é usado um rolo revestido Böttcher com composto EPDM?

O composto EPDM é resistente a ésteres e cetonas, sendo particularmente apropriada para impressão UV (acrilatos), assim como para aplicações com tintas á base de solventes ou vernizes (MEK, acetona, etc.) Além da impressão UV em Offset planas e na impressão de formulários contínuos, o EPDM pode ser aplicado em outras áreas, tais como impressão em rotogravura para embalagens e impressão flexográfica. O EPDM também tem seu lugar na produção de lâminas plásticas devido a sua boa resistência à temperatura e ao ozônio e sua resistência contra plastificantes polares. O composto EPDM nunca deve entrar em contato com óleos minerais, graxa ou petróleo, pois isso levaria a um inchaço imediato e irreversível.


O que é um resíduo branco que fica na minha máquina de impressão?

Os resíduos brancos percebidos na máquina de impressão são, com certeza, de depósitos de cálcio, que podem ter como origem a dureza de água da rede. Minérios na água de rede podem causar alguns problemas sérios, tais como:

  • Sais de cálcio e magnésio são depositados como resíduos de calcário, que aumentam a dureza e cristalizam a superfície do rolo e podem modificar o valor de pH da água, “cegando” rapidamente a chapa de impressão;

  • Os carbonatos hidrogenados alteram o valor de pH da solução de fonte;

  • Cloridratos, nitratos e sulfatos têm efeitos corrosivos.


Como faço para remover os resíduos brancos na minha máquina de impressão com produtos Böttcher?

Para remoção desses resíduos de calcário, comumente chamados de calcificação, que ficam nas máquinas de impressão, devem ser removidos. Recomendamos o uso regular de agentes descalcificantes, como por exemplo o BöttcherPro

CalciumFix, produzidos pela Böttcher. Em casos extremos o tratamento da água (por osmose reversa) resolve definitivamente a condição da dureza da água.


O que são os “aromáticos” e porquê eles estão sendo banidos da composição de solventes modernos?

Aromáticos são, na maioria das vezes, tolueno, benzeno e xileno. Tempos atrás, essas substâncias eram usadas em solventes a base de óleo de petróleo. Desde o “Brancheninitiative”  (acordo comercial), na Alemanha, não foi mais permitido o uso de aromáticos em máquinas do modelo de 1995 em diante. Os aromáticos são extremamente problemáticos, sendo principalmente prejudicial à saúde, causando câncer ou sendo um dos principais suspeitos da causa de cânceres. Além do mais, a agressividade dos aromáticos causam dilatação nos rolos de impressão, ocasionando um distúrbio no processo de impressão e reduzindo a vida útil da rolaria. Para substituir o uso dos hidrocarbonetos aromáticos, hidrocarbonetos alifáticos des aromatizados, que possuem um poder de limpeza tão bom quanto o dos aromáticos, são usados no novos solventes.

Restrições de substâncias químicas em solventes de lavagem:

  • < 0,1% benzeno, < 1% tolueno, < 1% xileno;

  • < 1% hidrocarbonetos aromáticos;

  • Nenhum hidrocarboneto halogenado;

  • Nenhum terpenóide;

  • Nenhum n-hexano;

  • Nenhum amino secundário ou amidos;

Recomendação geral: não usar substâncias que sejam nocivas à saúde.


Por que a certificação FOGRA para agentes de lavagem é tão importante?

A certificação FOGRA é importante para todos os químicos. O Instituto FOGRA está localizado em Munique, Alemanha, e atua como um especialista independente analisando produtos para Heidelberg, Manroland e KBA, assim como para Böttcher Baldwin e outras empresas. Testes garantem que não ocorram danos materiais em máquina devido ao uso dos produtos químicos de lavagem. Além do mais, o Instituto FOGRA analisa as formulações dos solventes que têm sido fornecidos pelos fabricantes, e conduzem testes aleatórios nas gráficas. Com isso, as gráficas têm a garantia de que estão usando um produto seguro e apropriado. Os fabricantes de químicos, como a Böttcher, podem provar aos seus clientes que seu produto segue as condições seguras e apropriadas de uso apresentado sua certificação FOGRA, dando a segurança ao gráfico do investimento correto sem hesitação. Com isso, os fabricantes de máquinas previnem reclamações por avarias nas impressoras.


Qual a diferença do solvente Böttcher e o que devo considerar na hora de comprar um bom solvente para o processo de impressão?

Fácil. Não acredite em produtos baratos e maravilhosos que têm o apelo de produtos com super poderes de lavagem, vendidos por vendedores extremamente comerciais e pouco técnicos, provenientes de empresas duvidosas. Isso acontece a todo momento e as gráficas acabam pagando mais tarde, quando precisam trocar todo o conjunto de rolaria porque o antigo ficou totalmente destruído pelo uso de produto inadequado. Use produtos homologados pela FOGRA, como os solventes e outros produtos Böttcher. Uma lista de recomendação é periodicamente publicada e é fácil de consultar no website: www.fogra.org Você também pode confiar na relação comercial estável, com empresas sólidas no mercado, como a Böttcher, que não tem a intenção de simplesmente vender o produto, mas conhece as exatas necessidades da sua máquina e do seu processo, sendo especialistas nele. Chame por um consultor Böttcher. Nós iremos gentilmente testar a compatibilidade dos seu produtos. Não teste os agentes de lavagem em sua máquina. 


O correto é usar água destilada ou água filtrada por osmose reversa na solução de molhagem?

Água destilada não deve ser usada na solução de molhagem, mas será muito útil investir em uma máquina de tratamento de água por osmose reversa. A osmose reversa promove uma filtragem da água por membrana ultra fina. Os poros da membrana são tão finos que apenas as moléculas de água podem passar por eles. Sais, micro-organismos, maus odores, cloro, entre outros, são filtrados a uma taxa de 99%. A água da osmose reversa é absolutamente pura. O uso da osmose reversa é particularmente eficiente para processos de impressão onde o álcool está sendo reduzido ou eliminado da máquina, onde a qualidade da água tem enorme importância, ou em todos os casos onde a dureza da água e a sua variabilidade de qualidade prejudicam a impressão.


O mau ajuste dos valores do pH da solução de fonte podem influenciar nos rolos de molha?

É sabido que na Europa as gráficas preferem imprimir com soluções levemente ácidas, com valores variando entre 4,8 a 5,5. Uma solução de fonte com um pH muito alto causa problemas para a área de grafismo das chapas de impressão. Uma solução de fonte com um ajuste de pH muito baixo causa problemas em muitos componente da máquina, acúmulos de tinta na blanqueta, cegamento da chapa, problemas na secagem do impresso e aceleração da corrosão nas peças da máquina. Os problemas nos rolos, mesmo os de procedência Böttcher, também aparecem devido a alta possibilidade de cristalização em curto prazo de tempo. Se o pH foi ajustado em valores muito baixos, também ocorre o cegamento  dos rolos de impressão.


Substitutos de álcool causam problemas aos rolos convencionais de molha ou temos que substituí-los por novos rolos?

A maioria dos substitutos de álcool comerciais são inofensivos aos rolos convencionais de molha. Mas existem produtos no mercado que podem causar problemas de forma imprevisível. Na dúvida, consulte a Böttcher para analisarmos e testarmos a dilatação dos compostos emborrachados antes de usar o produto em máquina. Se você quiser usar as características hidrofílicas especiais dos rolos desenvolvidos para redução ou eliminação de álcool em máquina, junto com o substituto de álcool, então você necessitará de novos rolos. A Böttcher desenvolveu uma série de compostos que o ajudará a trabalhar com reduções ou a eliminação do IPA do seu processo.


Como é o perfil construtivo de uma blanqueta?

O perfil construtivo de uma blanqueta pode ser dividido em três grupos:

  • Camada superficial feita de borracha ou poliuretano;

  • Camada compressível;

  • Carcaça, feita com lonas diferentes.

A camada superficial é composta por um elastômero ou retificado ou moldado, geralmente com borrachas NBR para impressões com tintas convencionais, EPDM ou borracha IIR (butil) para impressão UV. A camada compressível, uma capa de borracha com células abertas ou fechadas, ajuda  a garantir pressão uniforme durante o processo de impressão, compensando as deformações e amortecendo algumas vibrações do sistema. Já a carcaça é feita com lonas diferentes multi calandradas, dando a blanqueta estabilidade e firmeza.


De onde surgiram as blanquetas compressivas, semi-compressivas e convencionais?

Blanquetas convencionais para impressão offset foram usadas pela primeira vez há mais de 110 anos, para impressão metalgráfica. A produção de blanquetas em larga escala começa em 1915 nos EUA, pela Vulcan, para uso em impressão em papel. A primeira blanqueta compressiva foi desenvolvida pela Vulcan (Trelleborg nos dias de hoje) em meados dos anos 60, chamada de Vulcan 714. O desenvolvimento da compressibilidade de blanquetas para impressão pode ser considerado como a maior revolução na tecnologia de blanquetas para impressão e é certamente uma das principais alavancagem do desenvolvimento do processo de impressão offset como um todo. As blanquetas convencionais não tem capa compressível, consistindo apenas em camada superficial e carcaça. Blanquetas intituladas como semi-compressivas são muito dura, mas tem uma fina camada de camada compressível.


Qual a função da camada compressível nas blanquetas de impressão Böttcher?

Para responder essa pergunta precisamos analisar a performance da blanqueta em 3 áreas diferentes:

Parâmetros de printabilidade: normalmente, a garantia da uniformidade de pressão de impressão por toda a folha em diferentes formatos e velocidades, controle de ganho de ponto, registro e a abertura do papel durante o transporte.

Parâmetros de pressão: compensação das tolerâncias geométricas e vibrações, minimização da carga em diferentes componentes da máquina (engrenagens, rolamentos, entre outros). 

Parâmetros de maquinabilidade: refere-se a resistência ao esmagamento por variação de formato e espessura do papel, garantindo, em máquina rotativas, o controle perfeito da tensão da banda do papel.


A Böttcher fornece restauradores de blanqueta?

Alguns cuidados devem ser tomados quando se usa um restaurador de blanqueta. Alguns vendedores prometem produtos miraculosos, restauradores que compensam ou maquiam o defeito (marcas ou depressões por esmagamento) nas blanquetas. Na maioria dos casos, esses produtos são quimicamente agressivos, “recuperando” a blanqueta de alguma marca ou depressão por dilatação localizada. Além do efeito agressivo na blanqueta, devemos lembrar que produtos assim são extremamente agressivos a saúde, pois esses produtos costumeiramente são formulados com aromáticos, substância que não deve ser usada em produtos químicos desde o acordo Europeu “Brancheninitiative”. Com os rejuvenecedores Böttcherin Green, Böttcherin EG-20 ou Böttcherin EG-UV, a Böttcher tem um poderoso portfólio de produtos de limpeza, que remove cristalizações e incrustações de tinta da superfície da blanqueta, sem trazer nenhum tipo de dano ao ambiente de trabalho e ao meio ambiente.


Quais são os produtos que a Böttcher recomenda para o procedimento de limpeza de blanqueta?

As regras para se limpar uma blanqueta são, em princípio, as mesmas usadas para manter e limpar os rolos emborrachados. A Böttcher possui uma gama de produtos de manutenção e limpeza de blanquetas que são homologados pela FOGRA e aprovados pelos fabricantes de máquinas e fabricantes dos sistemas automáticos de lavagem. Na sua maioria são produtos classe AIII de acordo com a VbF (Ordenação de líquidos combustíveis) ou com alto ponto de inflamação (> 100°C) sem nenhuma classificação restritiva. A maioria dos agentes de lavagem da Böttcher são livre de aromáticos (ou seja, livre de substâncias que são danosas à saúde, tais como tolueno, benzeno, xileno, entre outros). São todos fabricados e fornecidos de acordo com as requisições profissionais da última versão da EC Européia.


Como podemos controlar a dureza e espessura das blanquetas?

Não existe muita necessidade em se medir a dureza da blanqueta, no que se refere a uma medição precisa de elastômeros. Segundo a norma DIN, somente é possível em corpos de prova com, no mínimo, 6 mm de espessura. É mais prudente acreditar que a dureza indicada pelo fabricante da blanqueta está de acordo com o que é pedido. A dureza das blanquetas não nos passa nenhuma indicação que esteja relacionada com o resultado de qualidade de impressão. No entanto, a medição da espessura da blanqueta é totalmente diferente. Para se fazer o cálculo exato do calço necessário para instalação da blanqueta, a medida precisa da espessura deve ser aferida. Há disponível, por muitos fornecedores, uma gama enorme de equipamentos de medição que permitem uma análise precisa da espessura da blanqueta. Micrômetros de movimento fusiforme não são muito indicados para essa medição.




Encontre um Consultor Böttcher

Clique aqui